23/02/09

"A Pintura não se explica, sente-se mas não se explica. Eu pelo menos não a sei explicar, comove-me ou deixa-me indiferente.(...)
(Carlos Carneiro, 1960)

Sem comentários: