11/02/14

Leitura difícil !

 William Faulkner

William Faulkner, "Palmeiras bravas" e "Rio velho"

"(...) Eu compreendi, há algum tempo, que a ociosidade gera as nossas virtudes: a contemplação, a equanimidade, a preguiça, o deixar os outros em paz; boa digestão mental  física: a sabedoria de concentrar a atenção nos prazeres da carne: comer e evacuar e fornicar e estar sentado ao sol; que não há nada melhor, nada que se compare, nada no mundo senão viver o breve tempo em que nos é emprestado o respirar, estar vivo e sabê-lo..(...)" in Palmeiras bravas

Sem comentários: