16/08/11

"O Mosteiro" de Agustina Bessa Luís

"Belche gostava das casas grandes que lhe permitissem perceber um rumor distante de vozes que a habitassem sem contudo se tornarem sonoras e intervirem directamente na fluência dos seus pensamentos. A sua índole era de tipo urbano; (...)" (pág. 132)


"A realidade é a perda da faculdade da ilusão, é a cura da alucinação normal representada pelo pedido do impossível." (pág. 167)


"(...) o fracasso é a face do entendimento." (pág. 168)


"O amor é um diagnóstico e não um sentimento" (pág. 296)


"A ausência de livros conforta-me. Não há nada mais deprimente e triste do que essas enormes bibliotecas, ferozes na sua intimação ao dever da cultura (...) " (pág. 297)


"(...) os santos são os únicos que, amando a essência, acham a verdade" (pág.332)


Guimarâes ed. (1980)

Sem comentários: