25/02/10

"FILOSOFIA (OU NÃO)", 2009



"(...) A palavra "informação" presta-se a paradoxos. A quantidade de informação não pode estar directamente ligada à extensão da mensagem, sem uma ponderação relativa ao valor intrínseco desta. Primeiro, é necessário distinguir os termos INFORMAÇÃO e SIGNIFICAÇÃO. O valor de uma mensagem é tanto maior quanto mais capaz for de fazer mais modificações no comportamento do receptor. Com isto, a mensagem não precisa de ser mais longa e sim mais "NOVA". Conclusão: a INFORMAÇÃO é aquilo que se acrescenta a uma representação. Assim, o valor está ligado ao inesperado, ao imprevisível, ao original. (...)" (A. Moles)

1 comentário:

Ko & theonetoo disse...

Uma mostra fascinante. Joni Must