04/03/09

Escrito numa tarde de Primavera, no Pavilhão dos Bambus, para o mandarim Qian, de regresso a Lantian

"Serena a noite, cessou todo o movimento,
de vez em quando, um cão ladra na orla da floresta.
Recordo os homens que habitam a montanha,
isolados, lá longe, a oeste da torrente.
Tu tens sorte, vais partir ao nascer o sol
e, despreocupado, colher fetos e cogumelos."

(de WANG WEI (701-761) mandarim de profissão, poeta, pintor, calígrafo, músico, eremita por gosto (...))

Sem comentários: